Esqueceu seus detalhes?

Vagas para Calouros

Faça parte desta família! Vagas para todos os cursos. 

COMO SE TORNAR UM MORADOR? 

Qualquer aluno do sexo masculino, regularmente matriculado na Universidade Federal de Ouro Preto em qualquer curso de graduação, tem a oportunidade de ingressar na República para um período de adaptação e convivência entre os moradores e o calouro.

PERÍODO DE ADAPTAÇÃO

Para garantir uma boa convivência e manter a harmonia na casa, há um processo de adaptação na República, que dura em média 3 meses, no qual o calouro tem a oportunidade de conviver com os atuais moradores, conhecer os ex-alunos e aprender sobre nossas tradições. Durante este processo o calouro, que geralmente está saindo de casa pela primeira vez, irá vivenciar a transição para um ambiente no qual ele tem responsabilidade sobre si mesmo e sobre o ambiente em que está inserido. Após este período de adaptação os atuais moradores se reúnem e decidem sobre a escolha de um novo morador.

O QUE PRECISO FAZER PARA SER ESCOLHIDO? 

Os quesitos mais importantes a serem avaliados durante este período são a identificação com a República e o cuidado com a casa. Antes de ser escolhido como morador, é preciso que o calouro escolha a República Pasárgada como seu lar. Durante gerações temos nos dedicado a manter nosso patrimônio tradicional e ajudar na formação de novos cidadãos, além de  provermos uma estrutura que garanta conforto para os novos estudantes. É importante que o calouro demonstre iniciativa em dar prosseguimento a esta corrente e respeito pela contribuição dos que passaram pela casa anteriormente.

Realmente nos consideramos uma família e agimos desta forma, cuidando uns dos outros muito além do período de moradia em Ouro Preto. Os ex-alunos se esforçam para estar sempre presentes, colaborando com o aprendizado de calouros e moradores, em encontros em diferentes ocasiões e lugares.

VEJA Assista a reportagem da Globo sobre as Repúblicas de Ouro Preto

A equipe de reportagem do programa Globo Universidade esteve em Ouro Preto para registrar o dia-a-dia de uma República tradicional.

A matéria mostra um pouco sobre a rotina dos moradores e suas responsabilidades com relação aos estudos, o cuidado com a casa e a convivência com pessoas diferentes.

Apesar de cada República manter suas próprias tradições, o vídeo fornece um retrato das práticas mais comuns do modelo de auto-gestão adotado aqui, além de oferecer o ponto de vista de veteranos e calouros sobre o processo de aprendizado republicano.

PERGUNTAS FREQUENTES

É um período de adaptação do calouro com a nova casa e com os moradores. Durante este período o calouro tem que demonstrar cuidado com a casa e ter uma boa convivência com os demais moradores.
O período de batalha de vaga dura em média 3 meses.
Se não houver adaptação o calouro pode permanecer na República até encontrar um novo lugar para residir. Além disso, os moradores estão sempre dispostos a ajudar o calouro a encontrar um novo lar em Ouro Preto.
A lotação máxima da República Pasárgada é de 18 moradores, sendo 9 quartos com 2 moradores em cada
Os custos mensais giram em torno de R$200, valor este que varia de acordo com a quantidade de pessoas na casa. Os custos da república envolvem as contas de luz, telefone, gás internet (Wi-Fi), SKY completa, empregada (CUMADRE) de segunda a sábado, compras em comum (arroz, feijão, açúcar, produtos de limpeza e etc).
Os trotes nas Repúblicas Federais de Ouro Preto foram proibidos há algum tempo. O "trote", hoje, é para que o calouro se insira no meio em que ele escolheu para viver, conhecendo os amigos da República, as tradições da nossa República e das demais, para que assim a sua adaptação se torne mais fácil e mais rápida.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário abaixo para entrar em contato e saber mais sobre como ingressar na República.

TOPO